sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Poesia selecionada no Projeto: Poesia na Universidade - UFRGS

CANTO

Quando canto
O mundo para em mim
Param as horas de correr
Param as pessoas de falar
O ar que entra é só meu
A voz que sai é só minha

O som se congrega em minha alma

Só o coração não para
Bate forte
Provoca uma respiração
Densa de emoção

Estar no palco
É como viver
para sempre
Pela eternidade
Apaixonada

O cérebro se embebeda de Arte!

Um comentário:

Leda Maffioletti disse...

Parabéns, Nadya
Quem faz poesia captura a essência da vida!
Grande abraço

Leda